QUANDO VIRIA O ANTICRISTO

 

E quando viria o Anticristo? O Anticristo não seria alguém que viria dois milênios depois como esperam os cristãos de hoje.  O Anticristo era um agente que já existia naqueles dias.   E, como o criador do termo acreditava que vivia na "última hora", o Anticristo era o adversário de cristo que existia em seus dias.  Ninguém pensava que o mundo fosse durar mais um milênio, muito menos dois.

 

"É chegado o Anticristo. O  Apocalipse Finalmente Chegou?" (Anúncio com link patrocinado no Yahoo); também do Google. O mundo cristão atual continua pregando que muito breve virá o “ANTICRISTO”, que dizem ser “o homem do pecado, o filho da perdição”, etc., que deverá trazer a “grande tribulação”. Essa idéia não é nova; tem quase dois mil anos! O anticristo falado pelos apóstolos cristãos do primeiro século era alguém que já atuava naqueles dias. Não era personagem de um futuro tão distante, nem futuro próximo.

 

Quando virá o anticristo? Ou melhor, quando viria o anticristo? Quem será o anticristo? Ou quem seria o anticristo? Quem é ou quem era o anticristo?

Navegando na página www.bhservico.com.br, ou www.bhbusca.net.br, você poderá encontrar um banner com o link que fala do Anticristo.  Mas esse anticristo não pode ser aquele de quem falava o autor cristão.

 

O termo “anticristo” ocorre apenas quatro vezes na Bíblia, todas elas nas epístolas de João. Os cristãos atuais dizem ser ele nada mais do que a personagem conhecida como “besta do Apocalipse”, e parece nesse ponto terem eles razão. Fosse ele a tal “besta” ou não, o certo é que a referência apostólica não era a uma pessoa que deveria surgir em futuro distante ou mesmo próximo: era de que ele já estava “no mundo” naqueles dias. É isso que teria afirmado João:

Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora” (I João 2: 18). “... e todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus; mas é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que havia de vir; e agora já está no mundo (Idem, 4: 3).

Paulo chegou até a pensar que presenciaria a volta de Jesus: “Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados" (I Coríntios, 15: 51-52).

E João, ou alguém em nome dele, deixou escrito com toda clareza: “... anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que havia de vir; e AGORA já está no mundo". Nada mais claro.

 

Esperar um anticristo, uma besta do apocalipse, um “homem do pecado”, etc. em nossos dias é tão razoável quanto o que fazem os judeus, esperar ainda hoje o surgimento do “messias”, aquele predito para estabelecer o reino de Israel sobre todo o mundo, que, segundo Miquéias, deveria reinar a partir da queda da Assíria.

Se o anticristo era a besta do apocalipse, o mesmo que o quarto animal de Daniel, mais certeza temos que seria ele o império romano, que destruiu a cidade santa e trouxe grande tribulação ao povo escolhido de Yavé. Não seria algo para nossos dias.  Não há razão para se esperar um anticristo bíblico hoje.

 

Ver mais sobre O ANTICRISTO